Requalificação do estadio 11 de Novembro na agenda da nova ministra

Estudo dos “dossiers”, diálogo aberto com os principais colaboradores e muito trabalho é tudo quanto se propõe fazer a ministra da Juventude e Desportos, Palmira Barbosa, nestes primeiros dias de mandato.

No seu pronunciamento à imprensa, após passagem de pasta, esta terça-feira, na sede ministerial, em Luanda, a antiga andebolista afirmou que precisa ainda conhecer a real situação do pelouro e aprender para depois definir estratégias.

“Não é fácil para mim. É uma actividade completamente diferente e preciso de ajuda. A minha gestão será sobre se não sei pergunto”, frisou a ex-capitã da Selecção Nacional, que deseja não defraudar a confiança em si depositada.

Tendo consciência do árduo trabalho que a espera, disse que suas acções serão na base da continuidade do que já vem sendo feito pelo anterior elenco, de quem espera total apoio.

Na ocasião, a anterior titular, Ana Paula do Sacramento Neto, actual líder do Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, disse que deixa a instituição com alguns pendentes, mas organizada.

Sobre os pendentes desportivos, apontou a requalificação do Estádio 11 de Novembro e o concurso público para atribuição de gestão privada dos recintos construídos por ocasião do Campeonato Africano de Futebol (CAN`2010).

Eleita em 1998 melhor jogadora de todos os tempos pela Confederação Africana de Andebol, Palmira Leitão de Almeida Barbosa é a segunda mulher a ocupar o cargo, depois da sua antecessora (2017-2022), também ex-andebolista.

Fonte: ANGOP
Imagem:

Deixe uma resposta