Zambiano Janny Sikazwe é suspenso da arbitragem

Um mês depois do jogo conturbado disputado no Estádio Olímpico de Radès, que ditou o afastamento do 1º de Agosto da presença inédita na final de Liga dos Clubes Campeões, face à derrota por 2-4, frente ao Esperance de Tunis, o árbitro zambiano Janny Sika-zwe foi suspenso de toda a actividade, pela Confederação Africana de Futebol (CAF).

A informação foi veiculada pelo jornal Zambia Daily Mail, na sua edição de ontem, que avança como causa do afastamento a “arbitragem tendenciosa”, em claro prejuízo do embaixador angolano, na decisão da meia-final, com destaque para o golo anulado a Bobó, num lance sem qualquer infracção dos jogadores na altura às ordens do sérvio Zoran Maki.

Sikazwe, árbitro de elite do continente, bem referenciado no Mundial’2018, realizado em Junho na Rússia, no qual chefiou a equipa do assistente angolano Jelson Emiliano dos Santos, permitiu que a partida decorresse debaixo de um ambiente hostil, inclusive com falta de condições para respirar, dada a deflagração de bombas de gás pimenta.

A suspensão foi confirmada, na segunda-feira, pelo secretário-geral da Associação de Futebol da Zâmbia (FAZ), Adrian Kashala, em entrevista, avançou o Daily Mail, publicação disponível na Internet no link http://epaper.daily-mail.co.zm .

De acordo como o executivo da FAZ, Janny Sika-zwe deve explicar a sua actuação em Tunis à CAF, que ainda não respondeu, disse Kashala, a carta de defesa enviada pelo organismo reitor da modalidade na Zâmbia.

Fonte: JA

Deixe uma resposta