“NÃO É FÁCIL SER OFENDIDO EM TELEVISÃO E NO DIA SEGUINTE APARECER NORMAL” CARLOS MORAIS

Passado um dia após eliminação da seleção nacional no AFROBASKT do Ruanda, nos quartos-de-finais perante a seleção Senegalesa, Carlos Morais, extremo-base da seleção nacional, um dos jogadores mais destacados na competição, usou a sua conta oficial do Instagram para desabafar sobre a prestação da seleção nacional no AFROBASKT, bem como os objetivos que tinha na prova.

«Ganhar este afrobasket era um dos meus grandes objectivos a esta altura da minha carreira, mas por um ou outro detalhe não conseguimos seguir na competição. Mesmo assim, estou satisfeito pela entrega de todos, demos tudo o que podíamos, nas vitórias e nas derrotas.
Vários sacrifícios foram feitos, desde jogar com parentes próximos a lutar pela vida, como a jogar com lesões sem sequer saber a gravidade, pondo em risco a continuidade da carreira», escreveu o atleta.

Acabou por abordar também, sobre o caso polêmico que ocorreu num dos programas televisivos, de maior audiência na TV Zimbo, em que o apresentador, visilmente, inconformado com a prestação da seleção nacional, acabou por usar palavras ofensivas aos atletas.

« Não é fácil! Ser ofendido em
televisão e no dia seguinte parecer normal, quando no fundo só estamos a tentar da forma mais digna possível representar e orgulhar os angolanos…
Mas é a vida, não foi por isso que perdemos, os outros foram melhores!»

« A todos os que apoiaram incondicionalmente, muito obrigado por tudo. O futuro é promissor, basta acreditar e trabalhar!!», escreveu o atleta agradecendo pelo apoio dos fãs.

Deixe uma resposta