1º de Agosto superioriza-se ao Kabuscorp

O 1º de Agosto evidenciou toda a sua superioridade, ao derrotar hoje (domingo), em Luanda, o Kabuscorp do Palanca, por 2-0, em jogo da 15ª jornada do Campeonato Nacional de futebol da primeira divisão (Girabola2018/19), disputado no Estádio 11 de Novembro.
 
Marcados por Macaia e Mabululu, aos 39 e 46 minutos, ambos de cabeça, os golos e o resultado permitem aos “militares” liderarem, provisoriamente, a primeira volta da prova, com 30 pontos.

De início foram os agostinos a darem o primeiro sinal de perigo, com Nelson da Luz a cabecear para a baliza dos palanquinos.

Em resposta, os dianteiros do adversário chegam com algum incómodo na área contrá’ria, aos 10 minutos.

Decorridos 20′, houve maior pressão por parte do 1º de Agosto, mas sempre contando com a réplica e algum atrevimento do oponente. Mongo faz a bola passar rente ao poste da baliza da formação do Palanca, aos 30′.

Da “avalanche”, Macaia inaugura para o 1º de Agosto, na sequência de cabeceamento da bola resultante de canto cobrado pelo seu colega Mongo, para o gaudio dos ruidosos adeptos nas bancadas.

Nesta toada, a partida chega ao intervalo, com vantagem mínima da equipa do treinador Dragam Jovic.

No reatamento, Mário entra no lugar de Bua, na formação “rubro e negra”. Em função de maior eficácia na transição da defesa ao ataque, Mabululu, também de cabeça, amplia o resultado, batendo mais uma vez o guarda-redes Dadão.

O treinador do Kabuscorp, Paulo Torres, mexe no seu conjunto, com entradas de Balakai e Cabibi nos postos de Amaro e Lindala, aos 52. O recém-entrado Cabibi faz o esférico embater na trave da baliza do 1º de Agosto, aos 60′, para um certo calafrio aos ruidosos apoiantes e o banco da equipa.

Da outra parte, Mabululu procede da mesma forma, pouco depois. Volvidos 70, Paulito rende Celson, no Kabuscorp.

O jogador Paizo obriga a uma defesa apertada ao guardião do Kabuscorp, aos 73. Jacques entra no lugar de Mabululu, aos 76′, no 1º de Agosto. Igualmente, aos 80′, Mongo é rendido por Vanilson, na mesma formação.

Assim, até ao apito final do reabilitado árbitro Paulo Talaia, após castigo federativo (suspensão), o resultado mantém-se inalterável, para a satisfação e alegria dos “carangos”. O tricampeão nacional beneficiou da derrota do até então líder Desportivo da Huíla, sábado, no reduto do Sagrada Esperança da Lunda Norte, por 1-2. Os huilanos ocupam agora a segunda posição, com 28 pontos.

O Petro de Luanda, que terça-feira (29 de Janeiro) venceu o Progresso do Sambizanga por expressivos 3-0, soma 27 pontos, na terceira posição, seguido do Kabuscorp do Palanca, em quarto, com 25.

Ainda restam jogos por disputar para acerto de calendário, com destaque para o 1º de Agosto – Petro de Luanda, no próximo dia nove do mês em curso.

 
Fonte: Angop

Deixe uma resposta